• Posted in January 2024

A Tirania da Sí­ndrome do Impostor em pessoas com alto desempenho.


Você muitas vezes se sente como se fosse um estranho em sua própria vida e suas realizações nío sío suas? Você questiona seus sucessos e sente que suas conquistas sío um tanto superficiais e injustificadas? Você vivencia um diálogo interno altamente crí­tico que alimenta uma narrativa pessoal de que você é uma farsa ou, pior, uma fraude?


A Sí­ndrome do Impostor, originalmente identificada por Pauline Rose Clance e Suzanne Imes, em 1978, é uma condiçío vivenciada por muitas pessoas com alto desempenho, indiví­duos nío internalizam seus sucessos. Suas dúvidas sío vivenciadas por meio do autodiálogo crí­tico, da sensaçío de ser uma fraude e da imagem de ser descoberto. Essas representações freqüentemente levam í  sabotagem. Pessoas com profunda Sí­ndrome do Impostor vivem uma vida de polaridade, oscilando entre comportamentos altamente focados que levam í  realizaçío pessoal e profissional, que depois eles mesmos sabotam.


Do ponto de vista da PNL, a Sí­ndrome do Impostor pode ser identificada como incongruências que ocorrem a partir de conflitos de partes. Uma ‘parte’ é uma metáfora para um conjunto de comportamentos e crenças que ocorrem inconscientemente e estío vinculados a valores exclusivos da parte. Quando totalmente imersos nos atributos inconscientes de uma parte, os comportamentos sío altamente focados para satisfazer a intençío da parte. Quando uma parte está ativa, o acesso a outros comportamentos, crenças e valores em todo o sistema do caráter da pessoa é limitado.


Por exemplo


A parte de Alta Performance é totalmente absorvida, com comportamentos relativos aos objetivos atuais, com sentimentos muito fortes de um ser imparável, imagens e conversas internas relativas ao sucesso. O Estado, será um estado de fluxo para apoiar as conquistas.


A Parte do Impostor ”“ pode entrar em açío no caminho para a conquista, ou logo após a meta ser atingida, quando a pessoa se dissocia de sua realizaçío e avalia criticamente seu sucesso em paridade com seus fracassos anteriores. O diálogo interno torna-se altamente crí­tico acompanhado de sentimentos de ansiedade que serve para alimentar a narrativa do impostor de que o sucesso será de curta duraçío, “desta vez tive sorte, da próxima vez nío terei tanta sorte. A voz interna articula em voz alta, “sou uma fraude e serei descoberto”.


A Parte da Sabotagem, para se livrar da assombraçío do impostor, entra em açío a parte do sabotador, e a pessoa se associa a comportamentos altamente destrutivos, que proporcionam uma trégua para o impostor. A lógica da sabotagem é expor-se como uma fraude, ao invés de ser descoberto. Na sabotagem nío há pressío em relaçío o fracasso, nada a se provar, e uma forma bizarra de paz é vivenciada. O sabotador geralmente tem um limite que quando atingido faz com que a pessoa se dissocie do sabotador, antes que danos mais graves sejam causados, a pessoa autoavaliará o ciclo exemplificado acima com um certo grau de racionalidade. Pode haver um alí­vio, uma sensaçío de nío ter estragado totalmente a sua conquista, a pessoa nío foi descoberta, salvou o dia antes que o sabotador interno estragasse tudo. Estío cientes de que ,aos seus olhos, nío alcançaram plenamente aquilo de que sío verdadeiramente capazes de alcançar e convencem-se que da próxima vez será diferente, quando provarem a si mesmos e ao mundo o seu brilho! O foco de atençío vai para a nova meta, e “bingo” a parte da conquista é ativada, e o ciclo recomeça.


In Em Estrutura da Magia 1 (1975) - Structure of Magic 1 (1975) Bandler e Grinder identificaram dois tipos de incongruências, presentes em ‘conflitos de partes’


      Incongruência Sequencial

      Incongruência Simultânea

     


O Ciclo da Sí­ndrome do Impostor, explicado acima, nío tem a intençío ser uma teoria dos elementos da Sí­ndrome do Impostor, pois cada caso é único. É um exemplo de ‘Incongruência Sequencial’, particularmente entre a parte de alta realizaçío e a parte de sabotagem, quando uma das partes está totalmente presente e os comportamentos do indiví­duo sío inteiramente congruentes com uma parte e totalmente incongruentes com a outra parte, é como se duas partes completamente diferentes existissem, em momentos distintos.


Na ‘Incongruência Simultânea’, as partes estío igualmente presentes ao mesmo tempo. Neste exemplo, a parte das grandes realizações, a parte do impostor e a sabotagem estío todas competindo em tempo real e, portanto, sío menos dramáticas. Dada a presença igual das partes, é provável que o elevado desempenho seja menor, o impostor expresso como insegurança constante e os acidentes resultantes da sabotagem sejam menos crónicos, uma vez que o grande realizador está sempre presente.


In Novo código PNL para uma vida de alto desempenho


No Novo Código da PNL (Grinder e Bostic), os comportamentos e estados inerentes í s diferentes partes, referenciadas acima, sío identificados nos contextos reais onde eles acontecem, no mundo real. No Novo Formato de Mudança de Código, o primeiro passo é, a partir da terceira posiçío,  identificar um contexto onde um conjunto diferente de escolhas é desejado.


Observe que a pessoa nío faz nenhuma identificaçío consciente de quais escolhas gostaria e nío cria um resultado. De uma perspectiva externa (dissociada), a pessoa consegue ver e ouvir o estado atual, por exemplo, o contexto onde o grande realizador interno está presente e ativo.


O segundo passo no formato do Novo Código da PNL é associar-se ao contexto, para que a pessoa entre no contexto imaginário que visualizou, ouviu e sentiu como se estivesse no contexto, vendo, ouvindo e sentindo todos os estí­mulos externos e internos associados ao contexto.


Depois de uma clara quebra de estado, uma das dinâmicas fí­sicas do Novo Código, chamadas de Jogos do Novo Código da PNL é realizada. Os jogos do Novo Código manipulam naturalmente os processos neurológicos para ativar igualmente os hemisférios cerebrais dominante e nío dominante, envolvendo todos os três principais sistemas representacionais, visual, auditivo e cinestésico, bem como utilizando tarefas de processamento paralelo escalonáveis para produzir um ‘estado otimizado’ LIVRE de conteúdo no indiví­duo.


Uma vez que o estado otimizado é totalmente ativado, o jogador entra no espaço de contexto experimentado na etapa dois, de modo que o estado otimizado é transferido naturalmente e, quando feito de forma eficiente, quebrará naturalmente os limites da ‘parte’ que já esteve presente, portanto, neste exemplo a pessoa pode naturalmente alcançar e libertar-se da brutal mudança de estado que o impostor trouxe anteriormente.


No dia 20 de janeiro de 2024, das 13h00 í s 19h00, você poderá participar online do meu seminário “Novo Código da PNL para uma Vida de Alto Desempenho”, e explorar padrões internos que ao longo da vida formaram seu caráter, você poderá trazer os padrões do Novo Código PNL para as áreas da sua vida onde antigos padrões comportamentais desatualizados e estados sem recursos pesam sobre você.


Para quebrar seus velhos padrões e fazer de 2024 o seu melhor ano, clique neste link:

 

Testimonial

  • An amazing experience which has given me a lot to personally explore ”“ both for me and in my job.

    Amanda Rowley
  • Read more...